Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > História
Início do conteúdo da página

História

Publicado: Terça, 18 de Abril de 2017, 17h59 | Última atualização em Quinta, 01 de Agosto de 2019, 13h38 | Acessos: 4471

   O 2º Batalhão de Engenharia de Combate foi criado pelo Decreto nº 21.134-A, de 15 de Maio de 1946, e traz consigo as tradição da Unidade Militar que o precedeu junto à antiga 2ª Divisão de infantaria, o 5º Batalhão de Engenheiros - 1908, transferido de Cáceres-MT para são Paulo-SP, em 1919, com a denominação de 2º Batalhão de Engenharia.

   Todavia, o trabalho de seus antecessores além de encerrar um brilho institucional de Força Armada, também é herdeiro do legado de bravura, arrojo e audácia dos pioneiros de nossa terra, os bandeirantes, de cujo rol emprestou-se à denominação histórica de "Batalhão Borba Gato".

   Tendo crescido em solo fertilizado pelos brasileiros que fizeram ecoar o "Grito do Ipiranga", o 2º BEC é hoje um símbolo de presença militar em Pindamonhangaba, personificando os mesmos valores da Guarda de Honra Imperial que saindo de nossa "Vila Real" em 21 de agosto, acompanhou o Príncipe Regente até o histórico 7 de setembro de 1822.

   Desde 15 de maio de 1946, são 70 anos de existência em que a Engenharia Militar de Pindamonhangaba constituiu uma ampla folha de serviços prestados à sua região.

   Através de um trabalho ininterrupto e honroso, formou turmas de soldados aptos a defender a Pátria, fazendo-os desempenhar desde missões convencionais de combate até as atividades logísticas e trabalhos técnicos, envolvendo serviços especializados.

   Não raro foram as ocasiões em que botes militares para transporte de tropa, aliados a passadeiras (pontes flutuantes para pedestres) e portadas (balsas), resgataram vidas e pertences, fornecendo a ajuda necessária aos flagelados. Durante calamidades, ou mesmo em treinamento, pontes de elevada capacidade foram construídas com emprego de diversos materiais em variadas situações de terreno.

   A imagem dessas obras sempre tem sido como bálsamo para a fadiga do árduo trabalho dos homens da Engenharia.

   Tudo o que possamos relatar traz, de algum modo, as lembranças das Unidades que nos precederam, como por exemplo o 4º Corpo de Trem, aqui instalado de 1914 a 1919, sucedido pela 2º Companhia de Transmissões, nos anos de 1930 a 1932, ou o 12º Regimento de Cavalaria Independente, de 1932 a 1939, que foi substituído pelo 2º Batalhão do 5º regimento de Infantaria até 1943. Mais Adiante encontramos a 1º Companhia do 2º Batalhão do 6º Regimento de Infantaria, de 1943 a 1945 e, finalmente, o 2º Batalhão de Carros de Combate Leve que em 1947 passou à Engenharia o atual aquartelamento.

registrado em:
Fim do conteúdo da página